Archive for Março 2017

4+4=88

O actual presidente de Câmara é apanhado recorrentemente a dizer que "eu sou tão de Nelas como de Canas" ou "eu gosto tanto de Nelas como de Canas". 

Na realidade um presidente de câmara nem deveria ter necessidade de afirmar isto e, ao afirma-lo, revela duas coisas:
  1. Que as restantes localidades do concelho não lhe merecem o mesmo respeito no discurso (que muda consoante a geografia do púlpito);
  2. Denota a necessidade de afirmar por palavras o que pelos actos fica por demonstrar.
Consulte-se o BASE e verifique-se a diferença, só a título de exemplo, do investimento feito nas 4 Esquinas de Canas de Senhorim e nas 4 Esquinas de Nelas, que expressam um  "diferencial" de oitenta e oito mil euros em desfavor de Canas, naturalmente. Borges da Silva achará que a diferença pode ser compensada com amor e discursos. 



Se tiver curiosidade procure outros "investimentos" e delicie-se a ver onde são gastos os seus impostos (já recebeu a nota do IMI?). Verificará que grande em estudos e assessorias há uma grande maquia, para propagandear que "em breve" haverá investimentos tremendos. Isto três anos e meio depois das eleições autárquicas. 

Sobre , , | Comentários

Tratar da Saúde

Não é todos os dias que um Deputado da Nação se desloca ao Concelho em ofício e preocupados com o estado das coisas por cá. Quando assim acontece cabe aos autóctones tentar ser hospitaleiros.
No dia 27 o Deputado Moisés Ferreira do Bloco de Esquerda, vice-presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, portanto mais atento a estas questões, quis saber qual o estado do Serviço Nacional de Saúde no Concelho de Nelas e eu tentei ajuda-lo, mais à sua comitiva, a perceber um pouco melhor o que se passa. Outros, que vêm o território como uma espécie de coutada particular fosse, que exercem o poder de forma provinciana e que dessa forma o diminuem, acham de todo anormal que alguém possa faze-lo sem a “autorização” ou “pagamento de portagem” que julgam ser necessária ou serem credores, ainda presos numa espécie de idade das trevas medieval, muito pouco saudável.
Deslocámo-nos à USF Estrela do Dão e a UCC (a cargo da Misericórdia  – em Nelas, às extensões de Saúde de Carvalhal Redondo e Santar e ainda a USCP de Canas de Senhorim, acompanhados pelos responsáveis do ACES Viseu Dão Lafões, Dr. Luís Botelho e Dr. Lino Ministro.
Foi notório que os principais problemas se prendem com a escassez de recursos humanos ,quer médicos, quer de enfermagem ou até administrativos, com médicos com cadernos de 1900 utentes, totalmente preenchidos, o que leva, face às solicitações de uma população cada vez mais envelhecida e carente de cuidados primários de saúde, a consultas de diagnóstico de pouco mais de 10 minutos e a um stress e sobrecarga de trabalho em todos estes trabalhadores.

Ainda no que diz respeito aos trabalhadores confirmou-se que tem sido a Câmara Municipal de Nelas a destacar funcionários administrativos para Carvalhal Redondo e Santar, ali “colocados” de forma precária através de Contratos de Emprego e Inserção. Uma situação inadmissível já que parece ser desejo de todos a manutenção daqueles espaços para melhor servir as populações. Se assim é é preciso criar condições para que possa haver estabilidade laboral em quem presta ali serviço há mais de cinco anos.

Foram igualmente identificadas falhas graves nas extensões de saúde de Carvalhal Redondo e Santar, sem gabinete de enfermagem, e anotadas queixas de utentes que dizem não compreender o porquê daqueles serviços apenas disponibilizarem serviços quatro horas por semana e, com isso, serem obrigados a deslocarem-se, sem necessidade, a Canas de Senhorim ou a Nelas, em situações perfeitamente atendíveis naquelas extensões. Esta situação poderá estar relacionada com a falta de recursos de transporte identificados pelo Sr. Director da ACES e foi defendido ao interveniente que isso poderá ser ultrapassado complementando o reforço do número de horas em que estes serviços estão abertos com eventuais protocolos com as Associações de Bombeiros para facilitar transportes entre unidades.

O Sr. Deputado comprometeu-se a levar todas estas questões ao Ministro da tutela e ao Parlamento. 

Sobre | Comentários

São Tulipas Senhor. São Tulipas!

O presidente da Câmara Municipal de Nelas depois de ter descoberto a forma de antecipar fundos disponíveis até final de 2017, para além do mandato que tem, descobriu a formula de "antecipar a Primavera". É o que o próprio afirma, qual "rei da internet", em diversas publicações na  página Facebook do Município. E que bonitas ficam as rotundas e os diversos jardins que receberam os mais de 6 mil bolbos de tulipas. 

Não sei se alguma "febre das tulipas" terá afectado o presidente, ou se estará a tentar obter fundos para lançar os procedimentos que visem reparar a estrada Carvalhal - Caldas da Felgueira, com buracos (em Canas de Senhorim) e em estado miserável entre Vale de Madeiros e Felgueira, com recurso a algum esquema especulativo com inspiração neerlandesa. Sei é que, em pormenores de pouco significado financeiro, é notória a discriminação gritante para com todas as localidades do concelho. Fora da sede do concelho, não há flor que se cheire. Nem mesmo em outras localidades da freguesia de Nelas.

Muitos são os recantos, do Pisão a Vila Ruiva, da Lapa do Lobo às Fontanheiras, das
Caldas da Felgueira à Urgeiriça, que em vez de serem ajardinados são abandonados. Os que em melhores condições já se encontram são os que são escolhidos para ser ainda assim melhorados. Na "regeneração urbana" a política é a mesma. "Requalifica-se", de forma manhosa, o que menos precisa de intervenção. Sempre na sede do concelho esquecendo todas as outras localidades de todas as outras freguesias (onde estão as ARUS para Santar, Canas de Senhorim e Caldas da Felgueira?). Um modo de actuar que parece que voltou em força. O à vontade é tanto que se afirma que as tulipas "dão à Vila um toque florido e colorido onde dá gosto passear e apreciar o resultado" e remata com um "Nelas Vive a Primavera" e, ainda por cima, em antecipação. 

Nos outros sítios que se passeie sem gosto. Nas restantes freguesias o destino é o abandono, o mesmo que os parques infantis tiveram ao longo de todo o mandato No restante concelho, se gosta da Primavera, de toques floridos e coloridos não tem outro remédio senão esperar pelo 21 de Março e deslocar-se à loja mais próxima para comprar as suas flores favoritas.

Comentários

Cegueira Viníca

É costume ouvir dizer que o ódio cega. Mas há o que cegue mais. O deslumbramento é um deles. Quando é balofo e injustificado então....

Temos de começar por dar os parabéns à Câmara de Viseu, a Jorge Sobrado, a João Paulo Gouveia e, naturalmente a Almeida Henriques pela astúcia e estratégia de valorizar o seu município. Pena que o executivo permanente da Câmara de Nelas não vislumbre o evidente "cavalo de Tróia", talvez toldado pelo requinte e visibilidade pessoal que podem obter. 


Na passada reunião de Câmara, lá para as duas da manhã de 14 de Março, a Vereadora Sofia Relvas anunciou, inchada de orgulho, que a Câmara de Viseu tinha convidado a Câmara de Nelas a apresentar no stand que a capital de Distrito tem na Bolsa de Turismo de Lisboa, BTL para os do metier, a 26ª Feira do Vinho do Dão. Apresentaram a novidade como uma coisa maravilhosa.

Ora a maravilha da iniciativa, da Câmara de Viseu, é associar um certame muito apetecível para qualquer Município da Região do Dão ao concelho de Viseu. Fazer isso na maior Feira de Promoção Turística do País é genial. Genial mas apenas para o Concelho de Viseu. Para Nelas, a prazo, será um desastre.

Borges da Silva e Sofia Relvas não descortinaram (ou será intencional?) que com este tipo de acção estão a transferir a prazo para Viseu a autoria da Feira do Vinho. Os agentes económicos e o público em geral, a repetir-se esta habilidade, irão passar a identificar a Feira com o Concelho de Viseu (ou então Nelas como uma mera freguesia do Município da capital de Distrito), dando toda a legitimidade a que estes organizem ou adensem os eventos relacionados com o vinho em Viseu, esvaziando, a prazo, a Feira do Vinho do Dão que se realiza em Nelas há 25 anos.

Os parabéns a Almeida Henriques, João Paulo Gouveia e Jorge Sobrado.


Comentários

Mentir, mentir, mentir.

O actual presidente da Câmara Municipal de Nelas tem uma especial propensão para recorrer à mentira para justificar as suas opções que, muitas vezes, se mostram erradas.

Passados três anos e meio de ter tomado posse, continua a chutar para o anterior executivo as culpas da sua inacção em muitos aspectos. O ambiente é um deles.

Depois de ter desistido de construir uma ETAR com financiamento aprovado de um milhão de euros (€1.000.000), para tentar resolver um problema que não é da Câmara Municipal e que irá, muito provavelmente, constituir um elefante branco de proporções significativas, com custos de funcionamento e manutenção que irão implicar subidas espectaculares no custo da água, vem agora, a meio ano das eleições, apresentar "obra" no valor de cento e cinquenta mil euros (€150.000) para requalificar trinta (30) ETAR's do Concelho. 

Se o presidente acha que este investimento diminuto vai resolver o problema de saneamento de muitas localidades há uma pergunta que tem de lhe ser feita: porque razão só agora, e não em 2013 ou 2014, é que estas obras são feitas?

Acresce que estes 150 mil euros, pagos pela ENDESA, algo que só desqualifica a Câmara e esta empresa, mais não são do que mera cosmética. O que está a ser feito é colocar um murete, uma vedação e uma limpeza da vegetação. É como se alguém estivesse a mudar de roupa mas não tomasse o muito mais importante banho nem mudasse a roupa interior.

Borges da Silva é um propagandista mor. Um fulano que não se coíbe de dizer publicamente (e pelos vistos não é a brincar) que "como é licenciado em direito é especialista em tudo" e que portanto acha que pode instruir técnicos da autarquia de como tudo se faz. Os resultados são e serão trágicos. 

O Presidente da Junta da Lapa do Lobo, corajosamente, acusa o presidente da Câmara, e bem, de passados três anos nada ter feito naquela freguesia que beneficie as populações. Dá o ambiente como exemplo. Dá bem porque só o dinheiro gasto no mercado de natal deste ano dava para construir um equipamento para tratar esgotos dessa freguesia.

Borges da Silva, que defende em círculos mais fechados, que "a Lapa já tem a Fundação e portanto não precisa de mais nada", vem mais uma vez recorrendo à mentira, dizer que já há ETAR's aprovadas e que estarão prontas em 2017. Nada mais falso. As ETAR's estão efectivamente aprovadas pelos Fundos Comunitários mas as mesmas ainda nem projecto aprovado pela Câmara têm. Quando Borges da Silva diz que "estão em fase de contratação", mente. Quando Borges da Silva diz que as vai "concluir antes do final do mandato", mente. A evidência dessa mentira pode ser consultada no sítio do POSEUR.


Mente às populações e mente à Câmara e aos seus vereadores. Mente e mente reiterada e despudoradamente. Como se pode ver pelo quadro retirado do site as datas indicadas para terminar as diferentes operações são, para todas, 2018. Se somarmos os atrasos entretanto verificados (muito especialmente na ETAR III de Nelas) podemos aferir da "verdade" do sr. presidente.

Mente também quando diz que as obras referentes às contrapartidas de Girabolhos, tábua de salvação do seu espúrio mandato, já que gasta todo o dinheiro que tem disponível em festas, propaganda e avenças, têm de ser concluídas até final de 2017. Mentira pura. O que Borges da Silva quer é instrumentalizar os dinheiros da ENDESA para fazer campanha eleitoral. Para isso é essencial que as obras sejam gastas até final de Setembro. Só para isso, para a propaganda que lhe é tão querida, é que isso é essencial. Para a ENDESA nada disso existe. As obras nem sequer têm de começar em 2017. Mais importante do que ter obra até Setembro de 2017 é que elas sejam bem projectadas, planeadas e executadas, sem pressas impostas por calendários eleitorais. O Concelho e as pessoas ainda cá estarão em Outubro de 2018.

Sobre , , , , , , | Comentários
Com tecnologia do Blogger.

Procura

Swedish Greys - a WordPress theme from Nordic Themepark. Converted by LiteThemes.com.